Global Music Fest 2020, online e beneficente, terá 20 bandas de 8 países

Sessions gravadas exclusivamente para o festival serão transmitidas no canal do Youtube do Minuto Indie

Sessions gravadas exclusivamente para o festival serão transmitidas no canal do Youtube do Minuto Indie

Durante o necessário isolamento social para conter a disseminação mundial da Covid-19 (novo coronavírus), o manager artístico Carlo Bruno Montalvão, da Brain Productions Booking, idealizou um festival online com um formato inédito, além de rigorosamente profissional e, o mais importante, beneficente. É o Global Music Fest 2020, que acontecerá de 23 a 26 de abril, com transmissões inéditas no canal do Youtube do Minuto Indie, com 20 bandas da cena alternativa de 8 países diferentes. O Festival é uma parceria inédita da Brain Productions Booking e do canal Minuto Indie, por meio de seus idealizadores, Montalvão (Brain) e Alexandre Giglio (Minuto Indie).

Arte: Isadora Martinez (@isshhxx)

Além da visibilidade às bandas, entre promessas, revelações e nomes consagrados da música alternativa mundial, o Global Music Fest 2020 tem foco no social. O evento arrecadará fundos para ajudar instituições engajadas para minimizar os impactos causados pela crise do novo coronavírus. Todo o dinheiro arrecadado será destinado para confecção de máscaras, respiradores e distribuição de alimentos não perecíveis às pessoas em vulnerabilidade social. As doações poderão ser feitas, durante a realização do festival, pelas plataformas https://www.kickante.com.br/campanhas/global-music-fest-2020-0 (para doações dentro do Brasil) e https://www.patreon.com/ (para quem está no exterior).

O evento também conta com o apoio do programa El Sonido, da KEXP, com o Dj Chilly+ Albina Cabrera (@Elsonidoradio). O El Sonido é um programa focado em música produzida na América Latina que vai ao ar todas as segundas na renomada rádio de Seattle, eles fizeram a curadoria do primeiro dia do festival.



O festival, diferente das lives que se tornaram populares em tempos da pandemia, será pré-gravado em estúdio e/ou nas casas dos próprios artistas, em formatos inéditos. Cada banda ficou responsável pela gravação e, em seguida, a edição e pós-produção ficou a cabo de uma equipe do Minuto Indie e do Global Music Fest 2020, de modo que o produto final (a apresentação musical) chegue ao público com qualidade de imagem e conteúdo. A programação começará sempre às 16h.

Cada programa (banda) terá entre 25 a 30 minutos de duração. Começando com uma rápida introdução sobre a atração (quem é, principais pontos da carreira e seu mais recente trabalho), seguida da apresentação em si, com quatro ou cinco músicas. Haverá também uma entrevista, com perguntas descontraídas e também relativas ao Covid-19. O programa se encerra lembrando o espectador sobre a importância da doação e, claro, para permanecer online e curtir todo o festival.

O idealizador Montalvão fala mais sobre o festival. “A ideia do Global Music Fest surgiu depois que tive uma turnê de 45 shows (que iria passar por Estados Unidos, Itália, França, Reino Unido, Suíça, Bélgica, Holanda e Alemanha) totalmente cancelada por conta da pandemia da Covid-19. Da tristeza de ter tantos shows importantes cancelados de uma só vez, surgiu a ideia de criar um evento virtual que pudesse unir artistas não só Brasil, como de outros países, de forma a aproximar as cenas desse países, nem que fosse virtualmente”.

Montalvão, então, uniu música e a vontade de ajudar o próximo, transformando o evento numa plataforma de arrecadação de fundos para ajudar pessoas em situação de vulnerabilidade social. “Em parceria com o Alexandre Giglio, depois de muitas reuniões e diálogos, criamos esse formato de programas especiais, onde a cada episódio um artista é apresentado no canal Minuto Indie”.

A curadoria foi cirúrgica. “Busquei convidar artistas relevantes da cena alternativa de diversos países”, revela o idealizador.

O festival terá a honrosa participação do Doug Martsch (Built To Spill), Rishi Dhir (da banda Elephant Stone, do Canadá), Tempers (brilhante duo de New York), além das bandas Golden Dawn Archestra e Strange Lot (de Austin, Texas), Skeleton Club e Post-Modern Connection (Canadá), Barbi Recanati (artista de destaque na cena argentina) – todas as bandas que foram escolhidas pelo El Sonido/KEXP. Participam também os brasileiros The Baggios, Bike, Ema Stoned, Atalhos e Jonathan Ferr, entre os tantos artistas.

Alexandre Giglio, fala como será a transmissão. “Será ao vivo dentro do canal do Youtube do Minuto Indie. O formato é simples: apresento o festival e o todo seu conceito, porque estamos fazendo isso e depois é só curtir e se deliciar com a banda! Teremos 4 dias seguidos de festival e 5 bandas (lives) por dia! Ou seja, música boa é o que não vai faltar”.

Acompanhe novidades e mais informações sobre o festival pelo Instagram: instagram.com/globalmusicfest2020.

Line up por dia do Global Music Fest 2020

23 de abril/day 1 – curadoria da El Sonido/KEXP
El Shirota (Chiluca, MX)
O Marineros (Santiago, CL)
Riel (Buenos Aires, AR)
Terror Cactus (Seattle, US)
Tres Leches (Seattle, US)

Terror Cactus: Melissa Kagerer

24 de abril/day 2 – curadoria da Brain Productions
Atalhos (São Paulo, BR)
Post-modern Connection (Kelowna, CA)
Skeleton Club (Quebec City, CA)
The Baggios (Sergipe, BR)
Tempers (New York, US)

Tempers: Divulgação

The Baggios: Fernando Correia

25 de abril/day 3 – curadoria da Brain Productions
Barbi Recanati (Buenos Aires, AR)
BIKE (São Paulo, BR)
Elephant Stone (Montreal, CA)
Mr. Deadly One Bad Man (Ancona, IT)
Strange Lot (Austin, US)

Elephant Stone: Divulgação

26 de abril/day 4 – curadoria da Brain Productions
Doug Martsch / Built To Spill (Boise City, US)
Ema Stoned (São Paulo, BR)
Golden Dawn Archestra (Austin, US)
Jonathan Ferr (Rio de Janeiro, BR)
We Bless This Mess (Porto, PT / Norwich, UK)

Golden Dawn Arkestra: Divulgação
Doug Martsch – Built to Spill: Divulgação

Deixe uma resposta