Cavern Club ‘pode fechar para sempre’ devido ao impacto da Covid-19

Local histórico de Liverpool onde os Beatles fizeram quase 300 shows antes da invasão britânica, está em perigo de fechar

“A perspectiva de perder uma joia nacional como o Cavern é um cenário horrível para todos os envolvidos, sejam eles fãs dos Beatles, amantes da música e, acima de tudo, aqueles cujo sustento depende disso”, diz o prefeito de Liverpool.

O Cavern Club, local histórico de Liverpool onde os Beatles fizeram quase 300 shows antes da invasão britânica, está em perigo de fechar permanentemente devido ao coronavírus, alertaram os proprietários da casa e funcionários do governo local.

O prefeito de Liverpool, Joe Anderson, disse ao Liverpool Echo que – embora os locais do Reino Unido tenham sido autorizados a reabrir com redução de frequência e diretrizes de distanciamento social – o Cavern “poderia fechar para sempre” se o apelo do local ao Fundo de Recuperação Cultural do Governo fracassasse.

“O fato de que o mundialmente famoso Cavern pode fechar para sempre por causa da Covid-19 deve mostrar ao governo o quanto a nossa indústria musical altamente estimada está em perigo. Este vírus causou dor e sofrimento inimagináveis, mas está provando ser uma ameaça existencial à nossa cena cultural ”, disse Anderson ao jornal.

Paul McCartney no Cavern Club em dezembro de 1999 com David Gilmour do Pink Floyd, o baterista do Deep Purple, Ian Paice, o lendário Mick Green e Pete Wingfield.

“A perspectiva de perder uma joia nacional como o Cavern é um cenário horrível para todos os envolvidos, sejam eles fãs dos Beatles, amantes da música e, acima de tudo, aqueles cujo sustento depende disso”

Um dos atuais diretores do clube, Bill Heckle, disse ao Echo que o Cavern Club tem perdido £ 30.000 (algo em torno de R$ 216.000,) por semana desde o início da pandemia, e que o local recentemente dispensou 20 funcionários com mais demissões previstas. “Há alguns anos, tomamos a decisão de manter o máximo possível de dinheiro guardado para um dia chuvoso, sem perceber que seria uma tempestade”, disse Heckle, acrescentando que as reservas de dinheiro do clube foram reduzidas à metade pela pandemia.



“É uma parte muito vibrante da economia de Liverpool e é por isso que no final de agosto estaremos reabrindo o Cavern por uma semana, virtualmente e bandas de todo o mundo enviaram mensagens e gravações”*, acrescentou Heckle . “Sabemos que não vamos ganhar dinheiro, mas sim lembrar às pessoas que estamos aqui e que o único objetivo é passar por tudo isso ilesos. Tenho certeza que iremos, mas é sobre sobrevivência. ”

Minha visita à Liverpool, em 2017.

O Cavern Club é um dos inúmeros locais em ambos os lados do Atlântico que enfrentam o fechamento sem a ajuda da intervenção do governo; no início desta semana, o Restart Act e o Save Our Stages Act – dois projetos de lei dos EUA promovidos pela National Independent Venue Association e pela National Independent Talent Organization – permaneceram no ar quando o Congresso entrou em recesso sem um novo projeto de lei de assistência Covid-19 .

*O evento acontecerá no Cavern, com o público presente mas as bandas tocando virtualmente. A Beatleweek pode ser acompanhada pelas redes sociais do Cavern Club.

Via Rolling Stone

Deixe uma resposta